A Soros controla a Corte Européia que decidiu que as Vacinas Obrigatórias são legais?


O Centro Europeu de Direito e Justiça (ECLJ) divulgou um relatório demonstrando conflitos de interesse entre juízes do Tribunal Europeu de Direitos Humanos (ECHR) e ONGs controladas por George Soros.

A Corte Européia de Direitos Humanos decidiu esta semana que a vacinação obrigatória era legal.

Autorizado pelo Diretor do ECLJ Grégor Puppnick PhD, o relatório diz que o bilionário americano George Soros com sua Fundação Open Society e a Microsoft de Bill Gates são dois dos maiores doadores para a Corte Européia de Direitos Humanos.


Após uma investigação de 6 meses, o ECLJ identificou sete ONGs que são ambas ativas no Tribunal, e têm juízes entre seus antigos funcionários. Pelo menos 22 dos 100 juízes que serviram desde 2009 são ex-funcionários ou líderes dessas sete ONGs.

Eles identificaram 88 "casos problemáticos" ao longo dos últimos 10 anos. Em apenas 12 casos, os juízes se abstiveram de participar por causa de sua conexão com uma ONG envolvida, dizem eles.

"E esta é uma avaliação baixa que não leva em conta nem mesmo os estreitos laços financeiros entre as ONGs. Por exemplo, não identificamos todos os casos envolvendo outras ONGs financiadas pela Open Society Foundation, nem identificamos todos os casos em que um juiz de uma ONG financiada pela OSF decidiu nos casos em que essa fundação agiu".

O Centro Europeu de Direito e Justiça concluiu que "esta situação é grave e coloca em questão a independência do Tribunal e a imparcialidade dos juízes". Estes conflitos devem ser solucionados imediatamente".

Captura de tela de twitter.com

O relatório NGOS AND THE JUDGES OF THE ECHR, 2009 - 2019 pelo Centro Europeu para o Direito e a Justiça pode ser baixado. Aqui.

Anexo

O relatório NGOS AND THE JUDGES OF THE ECHR, 2009