Podemos programar os comportamentos alterando o DNA?


A Microsoft anunciou em 2016: podemos programar uma gama de comportamentos complexos usando o DNA. "O DNA é altamente programável, assim como um computador. E podemos programar toda uma gama de comportamentos complexos usando moléculas de DNA".

Microsoft

A Microsoft desenvolveu os meios para alterar e programar o DNA no organismo, e seus planos para fazê-lo assumem um novo significado, dada a urgência do co-fundador em promover vacinas contra o mRNA em resposta à COVID-19.

Em um vídeo (que já foi retirado da web) lançado pela empresa em 2016, vários engenheiros e cientistas da Microsoft discutem algumas das possibilidades do projeto, embora o público em geral possa não compartilhar o mesmo entusiasmo que eles.

"Imagine um mundo onde você possa fazer cálculos dentro de células vivas", diz o professor Georg Seelig, professor associado de engenharia elétrica e ciência da computação da Universidade de Washington, financiada pela Gates.

"O problema que estamos tentando resolver é tentar ter diagnósticos mais sofisticados que podem acontecer automaticamente dentro das células", disse o Dr. Neil Dalchau, um cientista da Microsoft Research.

"Imagine um computador biológico trabalhando dentro de uma célula viva", diz o Dr. Andrew Phillips, chefe de biocomputação da MR.

O projeto

Inicialmente, o projeto é tocado como uma cura médica, mas rapidamente se torna claro porque é questionável quando está nas mãos de uma empresa privada com uma reputação questionável como a Microsoft.

"Neste projeto, estamos tentando usar o DNA como material programável", diz Dalchau.

"O DNA é altamente programável, assim como um computador. E podemos programar toda uma gama de comportamentos complexos com moléculas de DNA", menciona Phillips.

"A Microsoft está essencialmente tentando capturar, analisar e controlar informações moleculares", acrescenta Seelig.

Esta última citação coincide com como o CEO da Moderna descreveu o mRNA como uma "molécula de informação" em relação à vacina contra o coronavírus. Moderna havia até mesmo registrado o nome "mRNA OS" - que significa "sistema operacional".

Projeto de deslocamento de cordão de DNA

A Microsoft Research, como parte de seu projeto de mudança de strand-shifting de DNA, já desenvolveu software cujo algoritmo é projetado para prever o comportamento humano.

"Desenvolvemos uma linguagem para programar circuitos moleculares feitos de DNA, então o programador escreve uma coleção de fios de DNA e o software descobre como esses fios de DNA interagem entre si e prevê seu comportamento ao longo do tempo".

"Em última análise, isto poderia nos permitir construir computadores biológicos que funcionem a nível molecular".

A Microsoft tem trabalhado na programação de circuitos de DNA desde 2009. Agora, com o co-fundador Bill Gates no centro do fluxo de informações e do lançamento global da vacina COVID-19 do mRNA, a oportunidade é agora para ele e sua empresa de trazer esta fusão de tecnologia e medicina para a vanguarda.